Proibido

“Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa?”

Nesse romance/ficcção conhecemos Lochan, Maya, Kit, Tiffin e Willa, que foram abandonados pelo pai e tem uma mãe que sempre chega em casa bêbada, passa noites fora com seu chefe e namorado, Dave, pouco sem importa com as tarefas domésticas e é cada vez menos presente.

Lochan, solitário e com um grande bloqueio para se socializar com outras pessoas, e Maya, uma menina bondosa e de grande coração, lutam a cada dia para conciliar os estudos com seus papéis de “pais” em casa para cuidar dos mais novos. Kit tem treze anos e um comportamento difícil de se lidar e agressivo. Tiffin e Willa, os mais novos, não tem consciência da situação mas sentem muita falta da mãe.

Com uma rotina pesada de estudos, cuidados com a casa, levar os irmãos a escola, dar comida e colocá-los para dormir, Lochan e Maya vivem exautos. Mas um dia quando sua mãe aparece em casa e leva os três menores para o cinema, uma dança e um movimento em falso acaba despertando e abrindo os olhos para um sentimento que sempre esteve presente em seus corações mas nunca fora revelado. E assim eles começam a viver um amor Proibido.

“Não há leis nem limites para sentimentos. Nós podemos nos amar tanto e tão profundamente quanto quisermos. E ninguém, Maya, ninguém vai poder jamais tirar isso de nós.”

O tema abordado era de total desconhecimento para mim e foi uma grande surpresa ler sobre o escândalo que é o incesto. Um livro denso e que nos deixa divididos entre o grande amor de duas pessoas que acidentalmente são irmãos de sangue, o que a sociedade pensa sobre isso e a lei que proíbe esse tipo de relação.

O livro é bem escrito e aborda o tema de modo sutil. Tem sua narrativa alternada entre Lochan e Maya, o que nos deixa cientes de todos seus pensamentos conflituosos ou não e nos apresenta bem seus pontos de vista sobre as situações. Fica bem claro que eles são um casal muito apaixonado e que juntos fazem tudo funcionar e dar certo. Em alguns momentos cheguei até me deixar levar e esquecer de toda a polêmica por traz do amor que existe entre eles e torcer fielmente pela felicidade deles.

A leitura é muito fluida e manteve presa até a metade, depois disso ela começou a ficar um pouco arrastada e com isso perdi um pouco do interesse pela história. Mas fiquei surpresa com o desfecho da história e totalmente chocada (e um pouco abalada, confesso) com o final. Indico a leitura, mas não é um tema que eu leria novamente.

Editora: Valentina
Autor(a): Tabitha Suzuma
Páginas: 304
Nota: 4 estrelas

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s