Assistidos do Mês (Março)

Para continuar com toda energia e atualizar os Assistidos do Mês, hoje vim mostrar e falar um pouco sobre os filmes que vi no mês de Março. Foi um ótimo mês, com apenas um contradizendo a lista de boas escolhas de filmes.

Filmes assistidos em Março:

FotorCreated1

1. “Whiplash – Em Busca da Perfeição”, Damien Chazelle (2014) – 106 minutos

Nota: 5/5

“O solitário Andrew é um jovem baterista que sonha em ser o melhor de sua geração e marcar seu nome na música americana como fez Buddy Rich, seu maior ídolo na bateria. Após chamar a atenção do reverenciado e impiedoso mestre do jazz Terence Fletcher, Andrew entra para a orquestra principal do conservatório de Shaffer, a melhor escola de música dos Estados Unidos. Entretanto, a convivência com o abusivo maestro fará Andrew transformar seu sonho em obsessão, fazendo de tudo para chegar a um novo nível como músico, mesmo que isso coloque em risco seus relacionamentos com sua namorada e sua saúde física e mental.”

Comentários: Um filme surpreendente, mesmo que você não goste de bateria (instrumento), sugiro que pare tudo o que você está fazendo e assista a esse filme. Ele nos envolve de uma maneira onde tudo o que se espera é que o personagem se esforço cada vez mais para conseguir o que quer. Um ótimo exemplo de que não devemos desistir do que queremos e que com dedicação e determinação podemos alcançar nossos sonhos.

2. “Mesmo se Nada Der Certo (Begin Again)”, John Carney (2013) – 104 minutos

Nota: 5/5 – Favoritado

“Gretta e Dave são namorados de longa data e parceiros na composição de músicas. Quando ele consegue um contrato com uma grande gravadora em Nova York acaba deixando tudo para trás, inclusive Greta. Mas a vida da jovem tem uma nova virada quando ela conhece Dan, um produtor musical falido que a vê cantando em um bar e se encanta com seu talento.”

Comentários: Ok, confesso que uma parte da expectativa em assistir a esse filme era por ele ter a participação ninguém, ninguém menos que Adam Levine. Felizmente toda essa ansiedade foi compensada e eu me apaixonei não só pela história do filme mas por sua trilha sonora também! Coloquei ele na minha lista de filmes favoritos.

3. “Debi & Lóide 2”, Bobby Farrelly & Peter Farrelly (2014) – 110 minutos

Nota: 4/5

“Mais nova aventura dos inseparáveis Lloyd Christmas e Harry Dunne. Desta vez, Harry descobre que teve uma filha ilegítima, que hoje precisa dele para um transplante de rim. Ele leva o amigo Lloyd para conhecer a garota, e os dois percebem que não têm a responsabilidade necessária para serem pais.”

Comentários: Tenho que dizer que comecei a ver esse filme e parei por não ter gostado. Mas alguns dias depois resolvi dar outra chance e, meu Deus! Foram só risadas. Ainda não assisti o primeiro filme mas isso não foi problema. Risadas garantidas com essa dupla de trapalhões.

4. “Pequena Miss Sunshine”, Jonathan Dayton & Valerie Faris (2006) – 102 minutos

Nota: 4/5

“Nenhuma família é verdadeiramente normal, mas a família Hoover extrapola. O pai desenvolveu um método de auto-ajuda que é um fracasso, o filho mais velho fez voto de silêncio, o cunhado é um professor suicida e o avô foi expulso de uma casa de repouso por usar heroína. Nada funciona para o clã, até que a filha caçula, a desajeitada Olive, é convidada para participar de um concurso de beleza para meninas pré-adolescentes. Durante três dias eles deixam todas as suas diferenças de lado e se unem para atravessar o país numa kombi amarela enferrujada.”

Comentários: Já havia ouvido falar do filme mas por não saber do que se tratava não tinha dado atenção, até que finalmente assisti. Com uma família fora do comum, acompanhamos toda a luta de Oliver e sua família para termos uma lição de que beleza não é tudo e que seu apoio é muito importante!

 

5. “Foxcatcher – Uma História que Chocou o Mundo” , Bennett Miller (2014) – 128 minutos

Nota: 1/5

“Campeão olímpico de luta greco-romana, Mark Schultz sempre treinou com seu irmão mais velho, David, que é também uma lenda no esporte. Até que, um dia, recebe um convite para visitar o milionário John du Pont em sua mansão. Apaixonado pelo esporte, du Pont oferece a Mark que entre em sua própria equipe, a Foxcatcher, onde teria todas as condições necessárias para se aprimorar. Atraído pelo salário e as condições de vida oferecidas, Mark aceita a proposta e, assim, se muda para uma casa na propriedade do milionário. Aos poucos eles se tornam amigos, mas a difícil personalidade de du Pont faz com que Mark acabe seguindo uma trilha perigosa para um atleta.”

Comentários: Sabe quando você cria toda aquela expectativa porque o filme foi indicado ao Oscar? Pois é… O filme tem a história confusa e se arrasta um pouco para que as coisas aconteçam. Apesar do ótimo elenco, deixou muito a desejar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s